Capa

Especialista ensina como diminuir a produção de lixo no dia a dia

Nos últimos 25 anos, a quantidade de lixo produzida por pessoa diariamente dobrou. Uma mudança de hábitos é fundamental para a saúde do planeta.

Qual quantidade de resíduos você costuma gerar diariamente? Em muitos casos, nem percebemos que estamos produzindo mais lixo do que deveríamos. Por exemplo, uma pasta de dente. Apesar de ter uma função legítima para as pessoas, a caixa que acompanha o produto não tem nenhuma utilidade. Ou seja, antes mesmo de usar a pasta já estamos gerando resíduos. O mesmo acontece quando compramos um presente em uma loja – frequentemente, ele vem embrulhado em papel de seda, dentro de uma caixa, dentro de uma sacola – o que só gera mais lixo.

Levantamento recente aponta que no Brasil cada pessoa gera 383kg de lixo por ano. O dado é do relatório ‘What a Waste: a Global review of solid waste management’, elaborado pelo Banco Mundial (veja o mapa do lixo no mundo).

Em todo o mundo, a produção de lixo deve ter um aumento de 1,3 bilhão de toneladas para 2,2 bilhões de toneladas até o ano de 2025, segundo as estimativas do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

A produção crescente de resíduos é uma ameaça cada vez maior para as florestas e oceanos brasileiros, principalmente porque boa parte – cerca de 40% – ainda vai parar em lixões a céu aberto e pontos irregulares de descarte.

Em entrevista ao Jornal Opção, o mestre em engenharia sanitária e ambiental e coordenador da Sociedade Resíduo Zero de Goiânia, Diógenes Aires de Melo, enumerou 7 dicas para que você reduza o consumo de itens desnecessário no dia a dia. Confira!

Adote um copo

Não use copos, canudos ou qualquer utensílio de plástico descartável. Em substituição, tenha copos e talheres reutilizáveis em casa, no trabalho, na bolsa. O plástico demora centenas de anos para se decompor na natureza e o planeta já está em estado crítico.

Prepare sua refeição

Faça suas próprias refeições e prefira alimentos in natura ao invés de comprar comida pronta, que gera muito lixo devido às embalagens de alumínio, papel e plástico. Além de ter uma alimentação mais saudável, vai evitar que vários quilos de pacotes sejam descartados no meio ambiente.

Separe seu lixo

Reserve o lixo em três partes: alimentos (orgânicos), reciclável e rejeitos (sanitários, por exemplo) e dê o destino correto para cada uma delas. Cada parte reutilizada implica em uma quantidade menor de lixo jogado na natureza.

Conheça o que compra

Prefira sempre comprar produtos de marcas amigas da reciclagem e da reutilização. Por exemplo, empresas que vendem acessórios, roupas ou outros objetos de forma ecológica, utilizando matérias-primas como garrafas pet ou fibra natural, já são uma realidade.

Sacolas plásticas? Use menos

Tenha sua sacola retornável e leve-a ao supermercado. Algumas sacolas plásticas podem até ser levadas, pois podem ser reutilizadas para algumas atividades. Mas use com moderação! Não leve uma quantidade superior à que você vai utilizar, pois quando descartadas as sacolas plásticas levam de 100 a 400 anos para se decompor. Outra opção são as sacolas biodegradáveis, que não agridem a natureza e já estão disponíveis em muitos estabelecimentos.

Doe mais

Muitas pessoas costumam jogar no lixo tudo o que não usam mais, inclusive objetos, roupas, sapatos e outros itens que poderiam ser usadas por outras pessoas. Pense nisso, o que não serve para você, pode servir para outros.

Compostagem

Dentre todas as dicas, essa é uma das mais difíceis e que leva mais tempo, porém vale muito a pena! Fazer compostagem é transformar o lixo orgânico em adubo. No canal do Youtube da Sociedade Resíduo Zero, há um vídeo super bacana que ensina como fazer isso:

 

Fonte: Jornal Opção, UOL– Guia dos Curiosos

Leia Mais: Cada tipo de resíduo tem um descarte específico